Georreferenciamento

A problemática de como identificar com precisão o ponto de iluminação com defeito, tem sido uma constante no nosso setor e dessa forma pode ser visto como um motor que  desenvolve e inova os processos com o objetivo de elaborar a solução prática para os problemas envolvidos. A solução mais primitiva é a de operar durante a noite, resolve o problema mas traz consigo um aumento do risco para nossos colaboradores, a perda considerável de produtividade e um aumento de custos de homem-hora.

Uma solução inovadora do motor da problemática para época foi a figura de gestor municipal, que é um funcionário da prefeitura que marcaria os pontos à noite, com uma fita ou até mesmo com giz de cera, para que fossem executados ao longo do curso do próximo dia por nossas equipes acompanhado do gestor municipal. Essa solução aumenta consideravelmente a produtividade, não gera custos adicionais e promove o ente público perante a municipalidade. No entanto, como nem tudo são flores, alguns clientes acabam não aderindo à ideia, por motivos diversos.

A solução “estado da arte” para essa problemática, é a combinação de um canal de atendimento para o munícipes com um parque 100% georreferenciado. Nessa solução todos os pontos de iluminação são identificados com uma plaqueta com numeração única e possuem, um a um, coordenadas de geolocalização, possibilitando o uso de GPS para localizar qualquer ponto. Os munícipes, na outra ponta, informam qual o número da plaqueta com o ponto defeituoso e todas essas informações chegam através de um aparelho móvel às mãos da equipe que irá realizar as manutenções. Dessa forma integramos a cidade para interagir com o serviço público, usando toda sua força de massa para nos informar sobre os pontos apagados, e com facilidade de um toque localizamos qual ponto específico determinada pessoa solicitou a manutenção.

Investimos recursos e nos aprimoramos nos últimos três anos para atendermos tais demandas tecnológicas e hoje somos responsáveis pela manutenção de mais de 25.000 pontos georreferenciados, divididos nos municípios de Conselheiro Lafaiete, Catas Altas da Noruega e Itaverava em Minas Gerais e São Miguel do Oeste, Tunápolis e Campo Alegre no estado de Santa Catarina.

Georreferenciamento Conselheiro Lafaiete-MG

Entre em contato conosco ou mande um e-mail para a gente!

Estamos também nas redes sociais: Facebook e LinkedIn.

Texto escrito por Sidney Nardes. Sidney é engenheiro de soluções e é responsável pela área comercial na Quark Engenharia.

Comments are closed.